[RESENHA] AS VANTAGENS DE SER INVISÍVEL

Autor: Stephen Chbosky
Nº de Páginas: 223
Editora: Rocco
Classificação: cinco estrelas (mais como esse)
Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, o livro reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe - a não ser pelo que ele conta ao amigo nessas correspondências -, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela.As dificuldades do ambiente escolar, muitas vezes ameaçador, as descobertas dos primeiros encontros amorosos, os dramas familiares, as festas alucinantes e a eterna vontade de se sentir "infinito" ao lado dos amigos são temas que enchem de alegria e angústia a cabeça do protagonista em fase de amadurecimento. Stephen Chbosky capta com emoção esse vaivém dos sentidos e dos sentimentos e constrói uma narrativa vigorosa costurada pelas cartas de Charlie endereçadas a um amigo que não se sabe se real ou imaginário.Íntimas, hilariantes, às vezes devastadoras, as cartas mostram um jovem em confronto com a sua própria história presente e futura, ora como um personagem invisível à espreita por trás das cortinas, ora como o protagonista que tem que assumir seu papel no palco da vida. Um jovem que não se sabe quem é ou onde mora. Mas que poderia ser qualquer um, em qualquer lugar do mundo.
O livro conta a história de Charlie, um jovem que perde o seu melhor amigo e se torna excluído do mundo, de uma certa forma, com uma família problemática, composta por uma irmã que não é nem um pouco interessada em ser sua amiga, um irmão que mora distante e pais que o tratam de maneira diferente. Ele possui uma mente complexa e um olhar diferenciado para o mundo, uma vida que eu classificaria como monótoma e pouco interessante, mas isso muda quando ele, por acaso, conhece Patrick e Sam, jovens que não poderiam ser classificados como “politicamente corretos” mas que dão a Charlie a chance de viver novas experiências e conhecer novas sensações e principalmente de viver a vida intensamente, e até o amor passa a fazer parte da sua vida.

A obra possui um ar fofo que fica por conta do "romance" protagonizado por Charlie e Sam e pela doçura de Charlie, e “polêmico” pelo fato do Patrick ser gay.
Chbosky trata com naturalidade e certa proximidade de assuntos comuns no cotidiano dos jovens e é isso o que o torna um livro bem “possível” e faz você realmente viver a história e se tornar amigo dos personagens.
Eu amei cada vírgula, eu realmente consegui mergulhar na mente, na vida do Charlie e óbvio, me apaixonar por ele. Acontece que eu me identifiquei muito com ele, e talvez por isso eu tenha amado tanto esse livro.
O livro tem uma leitura muito agradável, simples e principalmente diferente, achei genial ele ser todo escrito em formato de cartas anônimas, o que o torna ainda mais único. Podemos acompanhar o desenrolar da história, a vida e o cotidiano de Charlie, bem de perto. É um livro que eu realmente recomendo,você vai se apaixonar.
Escrito por Stephanie Freire

10 comentários:

  1. Li esse livro faz bastante tempo, antes do lançamento do filme, e por isso não me recordo de todos os detalhes mas eu gostei bastante :)
    Algo que me incomoda hoje em dia é que só vejo a capa do livro baseada no filme, acho a capa original tão mais bonita :(

    Ótima resenha,
    Beijos
    Débora - Clube das 6

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, a capa original é muito bonita e não gosto disso que as editoras fazem para divulgar, podiam colocar um jacket, não?

      Otávio Braga

      Excluir
  2. Estou com esse livro para ler á meses, agora vou criar vergonha e correr ler depois dessa resenha ♥

    Te indiquei para o selo The Versatile Blogger Award lá no blog *--*

    http://brunnavieeira.blogspot.com.br/2013/10/novo-selothe-versatile-blogger-award.html

    Beijo*

    ResponderExcluir
  3. Eu amo esse livro, como disse aí é tão simples, mas isso que o torna tão perfeito.

    Té mais...
    http://bmelo42.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu assisti o filme e gostei muito, agora preciso ler o livro pra saber se realmente é bom como o livro.!
    Bjs bjs bjs!
    Mih!
    Paradise Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também vi o filme primeiro, gostei bastante e isso fez com que eu lesse o livro também :D
      Até...

      Otávio Braga

      Excluir
  5. Quero tanto ler esse livro! Ainda não assisti o filme só para poder ler primeiro, mas são tantos livros para ler que sempre vai ficando para trás, mas realmente estou tentando abrir um espaço para ele, o livro me parece ser um daqueles simples, mas que não te fazem se arrepender de ter lido.
    Amei a resenha.
    Abraços,
    Scar.
    http://wonderlandmundodoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né? A pessoa se afoga dentro de livros e mais livros para ler, rsrsrs
      Até...

      Otávio Braga

      Excluir